English German Spain Italian Portuguese Japanese
Mostrando postagens com marcador Séries. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Séries. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Mind Hunter by Netflix

| |
“Como nos antecipamos aos loucos, se não sabemos o que eles pensam?”


Assim começamos a abordar sobre esta série norte-americana de drama policial. Um questionamento feito pelo agente Bill Tench.
A série foi Criada por Joe Penhall, e baseada no livro Mind Hunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit escrito por John E. Douglas e Mark Olshaker.A série é produzida por David Fincher e Charlize Theron entre outros, e estreou na Netflix em 13 de outubro de 2017.Série de peso,com fatos reais ocorridos com os psicopatas.

A história se passa em 1977 e gira em torno de dois agentes do FBI, interpretados por Jonathan Groff e Holt McCallany, que entrevistam assassinos em série presos para tentar resolver casos em andamento e escrever um livro futuramente.
Com o intuito de entender o que se passa na mente desses psicopatas e ajudar a policia desvendar novos casos, os agentes têm de passar por situações e diálogos nada confortáveis. E o que esperar de um assassino frio e calculista, sedento por sangue?


A psicologia pode auxiliar a policia a desvendar um crime?Um assassino poderia ajudar a solucionar um caso em aberto?Em Mind Hunter você analisa junto aos agentes responsáveis pelas entrevistas a importância de usar um criminoso como “cobaia”.Eles são jogados em uma prisão de segurança máxima,para apodrecer por seus crimes.Então ninguém os visita,ninguém se importa.Então porque não visita-los,fazê-los falar sobre sua “vocação”?Sim... Vocação. Um assassino em série, considera matar, uma vocação... E muitas coisas ditas pelos personagens mostra o quanto pode se tornar,ainda mais difícil este trabalho.Coisas muito pesadas mesmo, que mexe com o psicológico desses agentes e os deixa inquietos ao decorrer da série.Mas todo o esforço é compensado na solução de casos.


Se você gosta de psicologia e de um bom drama policial, eis uma grande obra de sucesso.
Sim, um sucesso. O desfecho do ultimo episódio nos deixa presos a trama, com um gostinho de quero mais. Muitas questões surgem e martelam em nossas cabeças.

A série foi renovada para uma segunda temporada em abril de 2017, seis meses antes da estreia da primeira. Sentiu o drama?

Se fosse você assistia já!

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

A Arte de fazer Arte

| |

Ser musico e escritor no Brasil não é fácil. Trabalhar e investir na arte sem acesso á grandes editoras e gravadoras, dificulta a divulgação e o reconhecimento desses artistas. Alias, não basta escrever qualquer coisa ou cantar um refrão, tem que ter talento e muita qualidade.

 



E no Brasil,muitos artistas são desvalorizados e quem não tem talento acaba se destacando com muito pouco.Não é a toa que a maioria dos artistas se destacam por uma obra só.Mas possuimos muitos talentos por aí e hoje queremos falar de dois amigos:

Joana D’arc e André Luiz


Ela escritora e blogueira. Com 13 obras lançadas por editoras independentes,entre elas "ARDDHU E A MALDIÇÃO DAS SCARLETT" E NO ANO SEGUINTE A SEQUÊNCIA "ARDDHU E O MISTÉRIO DA LUA".E em 2015,junto com André Luiz,nosso blogueiro e músico há 12 anos, uma parceria musical surgiu inspirada na obra de Joana.

No livro "ARDDHU E A MALDIÇÃO DAS SCARLETT" nos deparamos com a história da Banda fictícia DOMINUS VOBISCUM.Tendo como vocalista o Mike.Ele é namorado de uma suicida,chamada Amanda,quem era compositora oficial da banda e escreve um texto pós morte que serviu de inspiração para esta parceria.
A história possui seus mistérios e muitos acontecimentos paranormais.

A música possui 
um som pesado, gótico e melancólico, porém denota esperança no fim.

Confira abaixo o vídeo disponível no youtube,desta grande parceria:

Você pode comprar o livro ARDDHU E MISTERIO DA LUA no site da livraria Cultura ou no Itunes por preços bem acessíveis,por menos de R$ 10,00 e  se inscrever no Canal do Youtube de André Luiz .
Ou siga-os no instagram @blogjoanadarc & @andyoneguy1 




The Walking Dead na Geek 10

| |


A loja nerd mais legal da galáxia preparou produtos incríveis para os fãs da série The Walking Dead curtirem a estreia da 8ª Temporada!

A loja Geek10 possui uma imensa variedade de produtos criativos, que abusam do humor e referencias. Capachos, camisetas femininas e masculinas, canecas, relógios, carteiras, colares, almofadas, porta livros e uma variedade de produtos criativos para você presentear quem se ama.




Se você é fã de The Walking Dead,se liga em quanta coisa bacana você encontra pelo site da loja:
 




Poster com Moldura I Kill Zombies – Taco. Ótima opção para presentear um amigo ou amiga que é fã de filmes, animações e quadrinhos de zumbis.




Esse pano de prato inspirado em The Walking Dead traz os dizeres "The Walking Chef", divertido e moderno o item traz personalidade para a sua cozinha, ideal para apaixonados pela série The Walking Dead.




Porta livro excelente para quem tem muitos livros e gosta de ter a sua estante bem organizada com um charme a mais.





Esse relógio de parede é ideal para quem gosta de decorar as paredes da casa ou do escritório com toda a criatividade possível.




Jogo de almofadas ideal para quem gosta de ter conforto com muito estilo e personalidade. Excelente escolha para um presente.





Essa caneca é ideal para quem adora tomar café o dia todo e não consegue levantar da cama sem uma boa caneca desse líquido.




Jogo americano divertido inspirado no universo dos zumbis, com os dizeres "Do not feed the zombies" tradução, "Não alimente os zumbis" perfeito para presentear os amigos apaixonados pelo apocalipse zumbi.




Poster com moldura Do Not Feed the zombies.Ótima opção para presentear um amigo ou amiga que é fã de filmes, animações e quadrinhos de zumbis.



Quem aí não perde um bom filme ou seriado de zumbi não pode deixar de ter uma máscara com essas e dormir com grande estilo, mostrando o quanto é fã desses personagens.

Com esse belo capacho na entrada de casa, todas as visitas se sentirão à vontade e encantadas com tanta criatividade.




Esse porta treco é ideal para colocar em cima da mesa do escritório ou na mesa de estudos dentro do quarto.

Ideal para alertar os engraçadinhos que gostam de invadir o seu espaço sem aviso prévio ou permissão. Seja criativo!

Acesse o site da loja,clicando AQUI e confira mais novidades!



terça-feira, 10 de outubro de 2017

Girlboss -série de uma temporada só?

| |


A série Girlboss foi lançada este ano,no mês de Abril.Pela Netflix e é Baseada na vida e  obra de Sophia Amoruso.que aos 20 anos fundou sua loja Vintage, Nasty Gal.

Interpretada por Britt Robertson,no papel de uma jovem que vive sozinha e tem dificuldades de decidir o que fazer da vida.Sem conseguir-se manter em um emprego e prestes a ser despejada de seu apê.Sofia vai á um "brecho" e encontra uma peça,á qual começa suas vendas pelo Ebay.




A série em si é divertida.Sofia tem  personalidade forte ,estilo e vive seus dramas familiares,com o seu namorado e sua amiga.

Quem está iniciando um negócio semelhante ao de Sofia,deve assistir.Desde o incio a jovem rebelde tinha de tudo para desistir de seu sonho,mas foi persistente até o fim.Entre altos e baixos;e muita gente tentando derrubar a Nasty Gal,ela sempre retoma suas forças e acredita no seu potencial.

A temporada contem 13 episódios e que nos prende do inicio ao fim.Só não entendemos porque ela foi cancelada.

A série termina com o retorno da Nasty Gal,lançando seu próprio site e vendendo todas as suas peças de uma só vez.Resumindo,ela alcançou o sucesso.Mas...achamos que isso seria um bom motivo para estender uma nova temporada,onde Sofia pisa nas inimigas,que tentaram acabar com seu negócio,com seu ex-namorado babaca e mostrar ao seu pai,que sabe ser responsável!A atriz Britt Robertson fez sim um bom papel,na internet houve muitas criticas á ela,mas nós gostamos da interpretação e de  toda a série.



A verdadeira Sophia ,nós sabemos que saiu do "lixo ao luxo", e com sua empresa, arrecada milhões e milhões.A série é uma bela aula de empreendedorismo,o que poderia ser melhor explorada em uma próxima temporada.Lamentamos o cancelamento.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Big Mouth - Impressões

| |

Big Mouth é um desenho animado de comédia adulta criado por Nick Kroll, Andrew Goldberg, Mark Levin e Jennifer Flackett. Exibido pela Netflix, estreou em Setembro de 2017.

A animação gira entorno das vidas dos personagens principais Nick, Andrew e Jenny, que estão descobrindo as alegrias, angustias, mudanças físicas e hormonais da puberdade, de forma bem-humorada e claro bem exagerada e absurda.

O desenho em si é divertido e nos remete a nossa própria puberdade, em algumas coisas. A série tem como foco principal humor ácido, situações constrangedoras e muitas "besteiras" ditas por pré-adolescentes.

Toda temática é tratada de maneira pesada e escrachada, tanto em imagens quanto em linguagem. Isso não necessariamente torna a série ruim, pelo contrario, é bem escrita, tem piadas legais.

Os primeiros episódios te prende a trama. Porém, ao longo deles você acaba pensando: "então, é só isso a série?", ficando meio cansativo em alguns episódios em meio às maluquices dos personagens. Destaque para Maurice, o monstro hormonal de Andrew.

É algo pra se assistir em casa sozinho ou com pessoas que você se sinta bem confortavel, por que caso contrario, você ficará bem constrangido (rs). Sério, é muito vergonha-alheia, eu mesmo assisto através de smartphone, então, tem horas que voce tem que ficar escondendo o celular, por que nunca se sabe quantas pessoas estão assistindo com você dentro do trem por exemplo, difícil.

Então, em conclusão se você é o tipo de pessoa sensível que se ofende com palavras de baixo calão e insinuações sexuais, passe longe desse desenho, vai assistir Hora de aventura ou o Gumball. Mas se isso não te incomoda confira essa novidade original Netflix, a primeira temporada contendo 10 episódios já está disponível.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Haters Back Off!

| |
Em outubro de 2016, estreou a série Haters Back Off desenvolvida por Colleen Ballinger e seu irmão, Christopher Ballinger, junto a Perry Rein e Gigi McCreery, que conta a história de Miranda (interpretada por Colleen Ballinger), uma menina maluca, mimada e muito cheia de si, que vive com sua mãe Hipocondríaca, um tio tão pirado quanto ela e sua irmã mais nova que assiste a tudo.

      A série baseia-se na vida familiar de Miranda e seus caprichos que, com a ajuda de seu tio, quer tornar-se famosa com todo seu “talento” vocal e cênico, tentando a qualquer custo emplacar um viral no Youtube ou fazer apresentações em locais inusitados, pra fazer sua carreira decolar.


      Miranda, a personagem principal, é bem caricata e tem uma confiança excessiva, atributos que a tornam muito irritante, porém, ao mesmo tempo o maior motivo da graça da série, pois ela é incapaz de enxergar o quão péssima é. É basicamente uma criança mimada no corpo de uma jovem adulta, que não tem talento algum, mas, ainda assim é incentivada por sua mãe e tio, tornando-se uma pessoa odiável que só liga pra si mesma. Destaque para as cenas em que ela canta, onde ela faz caras e bocas e põe muita emoção em suas performances.
       Jim, o tio, é também é uma figura, ele é um talento incompreendido da ginástica rítmica, é o empresário e claramente o maior culpado das atitudes de Miranda, pois ele vai fazer de tudo para tornar sua sobrinha uma estrela.
      A mãe Bethany, ela diz “sofrer” de Fibromialgia não diagnosticada, é meio bobinha, trabalha no caixa do supermercado e faz tudo que Miranda quer inclusive deixar que a garota a impeça de viver sua vida.
      Emily a irmã, é a pessoa normal da casa, a única que enxerga os absurdos de Miranda e que tenta fazê-la desistir da “carreira”. É estudiosa e se esforça para entrar para uma boa escola de artes, ela representa o telespectador em meio a toda aquela maluquice.
      Completando o time, temos o sorveteiro, vizinho e melhor amigo Patrick, que é apaixonado por Miranda, ele tenta o tempo todo dar um passo adiante na relação entre eles e costuma pedir conselhos amorosos ao tio Jim.


      Apesar de toda a loucura e reviews negativos acho que a série passa longe de ser ruim, vale a experiência, garante boas risadas e tem um leve toque de drama que finaliza a temporada com um gancho para a próxima. A segunda temporada estreia dia 20 de Outubro, vamos ver o que nos aguarda. 


quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Star Trek Discovery

| |

O espaço. Mais de 12 anos após o fim de Enterprise, ele volta a ser a fronteira final da TV ou algo assim. É que dia, 24, estreou nos EUA a série Star Trek: Discovery, disponível em todo o resto do mudo já a partir do dia (25) via streaming. Como você pode perceber, esta primeira frase já deixa claro que muita coisa mudou para a franquia.
Discovery representa um novo formato de distribuição para Jornada nas Estrelas. O primeiro episódio foi exibido na TV aberta no domingo, como grande porta de entrada para o novo serviço de streaming do canal, que trouxe o segundo episódio logo após o final do primeiro no canal linear. Para o resto do mundo, o Netflix comprou os direitos de distribuição – garantindo, também, uma boa verba logo de cara.

Isso fica claro também nas diferenças entre esses dois capítulos. O primeiro traz atos bem definidos e delimitados, com cortes e pequenos cliffhangers para a entrada dos intervalos comerciais. Já o segundo episódio é fluído, sem cortes, como convém ao streaming – apesar de ser curto, com apenas 39 minutos.



Discovery, a série, acerta não só com a mudança de foco em seu começo. Fica claro que o ex-showrunner Bryan Fuller, que escreveu esses dois primeiros capítulos, se empenhou em unir o que a franquia tem de melhor em um só produto. Há as referências científicas e, principalmente, táticas: a luta entre a Frota e os Klingons é cheia de idas e vindas, de mudanças táticas e de estudos do inimigo. É algo que a tripulação clássica (na série e nos filmes) e a Nova Geração faziam muito bem. Por outro lado, temos bastante ação e ótimos efeitos especiais, além de uma fotografia e edição que lembram bastante os toques que JJ Abrams deu nos filmes recentes.


sexta-feira, 22 de setembro de 2017

American Horror Story: Cult

| |


Este mês estreou em terras brasileiras a tão esperada sétima temporada da série American Horror Story intitulada Cult, onde terá Evan Peters como ator principal interpretando líderes de cultos infames que de fato existiram e de alguma forma ainda despertam a curiosidade das pessoas, como Charles Manson, David Koresh e Jim Jones. 






No primeiro episódio podemos ver uma mistura de terror psicológico e fanatismo.
No enredo desde episódio mostrou como afetou algumas pessoas Donald Trump ser eleito como presidente dos Estados Unidos. Sendo assim mostra-se os dois lados o desespero de quem não queria que isso acontecesse e o fanatismo de seus eleitores. 
Ryan Murphy (criador da série) mais uma vez quer instigar nossos medos, então fiquem ligados para não perder nenhum momento dessa nova história de terror ;)


quarta-feira, 13 de setembro de 2017

The Walking Dead: Our World

| |


Pokémon Go com ZUMBIS???...

Olá,amigos....
Se você gostou de jogar Pokémon Go e claro,é fã de The Walking Dead.Então você irá gostar do novo jogo THE WALKING DEAD:Our World que será lançado em breve.
Nessas últimas semanas,a AMC-canal responsável pelo sucesso da série TWD e a Next Game,anunciaram um novo game que levará os fãs a loucura e os zumbis para uma realidade aumentada em seu celular.

Você enfrentará os zumbis num ambiente real captados pela câmera do seu celular.Além disso,o jogo disponibiliza diversas armas para lhe ajudar no ataque zumbi,ao lado de seus parceiros RICK,MICHONNE E DARYL (personagens da série).

Estará disponível para IOS e ANDROID...
Ainda não foi escolhida nenhuma data para o lançamento,então amigos,o que nos resta é aguardar para jogar esse tãooo esperado jogo.Eu já estou muito ansiosa para sair por ai atrás dos meus zumbizinhos rsrs
Fique de olho e cuidado para não perder o dia do lançamento...Amoo Demais! 

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Os Defensores - Contém Spoilers

| |

Finalmente assisti á "Os Defensores".Série criada para a Netflix por Douglas Petrie e Marco Ramirez. Baseada na equipe homônima da Marvel Comics.
Os Super-heróis Demolidor,Jessica Jones,Luke Cage e Punho de Ferro formam uma equipe na cidade de Nova York para destruir a seita "O Tentáculo" que se instalou na cidade liderada pela enigmática Alexandra.
Os personagens centrais não se encontram logo de cara.O enredo tem ligação com a segunda temporada de Demolidor,passando-se após alguns meses,onde o demônio audacioso precisa lidar com problemas pessoais causados por tais eventos.Danny Rand,o Punho de ferro,junto á sua parceira buscam pistas que possam levá-los até as pessoas por trás do Tentáculo.Jessica Jones está vivendo uma vida desregrada devido aos acontecimentos em sua série própria e Luke Cage sai da prisão e está de volta ás ruas do Harlem.
Jessica Jones se envolve em problemas e precisa de um advogado,eis que surge Matthew Murdock (Demolidor).Em outro canto,os caminhos de Luke Cage e Punho de Ferro se cruzam e em dado momento por um desentendimento entre ambos,acabam caindo na porrada.
Quando todas as circunstancias levam á iminente reunião,isso nos entrega cenas memoráveis.
Por essas idas e vindas todos no fim das contas não se bicam muito,mas têm que trabalhar em equipe.
É uma série muito boa e o que me chama mais a atenção nela (e em Demolidor principalmente)são com certeza as cenas de luta,que são bem próximas da realidade,com pessoas "normais" lutando.Embora tenham super-poderes,ninguém sai voando ou dando saltos imensos.,como em filmes de luta antigos (que eu gosto,não me levem a mal),as mesmas são muito bem coreografadas e os efeitos visuais que são muito bons e sutis ajudam a te fazer acreditar como se tudo aquilo fosse mesmo possível,não é uma coisa tosca e forçada.
O mais fraquinho da série é a vilã principal Alexandra,que sinceramente...não faz nada demais.Além de trazer Elektra de volta,fazendo-a cumprir seu destino de se tornar líder do Tentáculo que é conhecido como o "Céu Negro".Que é algo importante,até é,mas se ela não estivesse ali,não faria diferença alguma.
A série está disponível na Netflix,consiste em 8 episódios e serve como desfecho para as temporadas das séries colo de cada heróis.Nós aprovamos.Então corra,por que a Batalha por Nova York começou!!!

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Websérie sobre mobilidade urbana é lançada pela Smarty em parceria com SampaPé!

| |

Com pouco mais de 44 minutos, o documentário retrata o fechamento da Paulista aos domingos e feriados e a relação das pessoas e carros



A agência de vídeo marketing Smarty,  em parceria com a  ONG SampaPé! lança a web série Pessoas ou Carros? A Paulista Aberta e Uma Nova Visão de Cidade. São 44 minutos, divididos em cinco episódios O Império dos MotorizadosComo a Paulista Foi Aberta Para As PessoasO Papel do GovernoMoradores São Donos Da Rua? eConvivência.
A ideia surgiu quando Diego Monteiro, fundador da agência de vídeo marketing Smarty,  soube que a Paulista foi aberta para pela mobilização de três pessoas. Foi um ano de gravação e entrevistas com todas as partes envolvidas e interessadas no processo: quem elaborou a abertura,  moradores da região, frequentadores e artistas da Paulista Aberta.
Com direção e concepção de Diego em parceria com Letícia Sabino e Ana Carolina Nunes da ONG SampaPé!, e com edição de Pedro Fávero, a websérie poderá ser assistida no canal da Smarty no Youtube"Pretendo que as pessoas repensem as prioridades da cidade para se locomover mais a pé e também, percebam que têm o poder de se mobilizar para melhorar e se apropriar mais do espaço público", explica Diego.




Sobre a Smarty

A agência de vídeo marketing Smarty foi fundada em 2017, que atua tanto na produção de vídeos para as redes sociais como no planejamento e divulgação. Criada por Diego Monteiro, que também fundou a startup Scup _ ferramenta de monitoramento de redes sociais e ele é autor do livro sobre métricas em redes sociais .
Sobre a SampaPé!

O SampaPé! é uma organização sem fins lucrativos em 2012 com o objetivo de melhorar a experiência do caminhar na cidade. Nasceu com o objetivo de aproximar o cidadão através do deslocamento a pé, é a forma mais próxima e humana de interação com a cidade.
A organização atua promovendo a Cultura do Caminhar e a Humanização das Cidades, através de passeios a pé, oficinas, diálogos com o poder público, formações e pesquisas.




Assista ao Episódio 1 e acesse nos links abaixo a continuação da Websérie sobre nossa amada Paulista <3







Redes:
SampaPé!
Site:  www.sampape.org
Facebook: sampape.sp

Smarty


.